E que tal um pouco de terror brasileiro?

Tal como acontece com Portugal, o Brasil infelizmente também não é conhecido pelos grandes filmes de terror que produz. No entanto, o público brasileiro gosta muito do cinema de terror e o género possui ampla distribuição (em salas de cinema e em home video). Os filmes que se seguem foram produzidos com baixíssimo orçamento e em grande parte por equipas não-profissionais – demonstrando o potencial do género, se bem produzido, no mercado de língua portuguesa. Eles representam uma enorme vontade por parte do público de ver cinema de terror em português. Aliás, citando as palavras imortais de Fernando Pessoa se ele fosse um zombie: “nnh… a… p-p… ahh… triah.. êee…llnng… prrr… tuhh… gzzz-aahh!”

1 – A ERA DOS MORTOS (2007) de Rodrigo Brandão.

Este filme tem cerca de 40 minutos e foi produzido por um grupo de amigos com duas coisas em comum: Minas Gerais e zombies. A combinação pode parecer estranha… mas o filme é uma delícia na forma como reproduz fielmente todas as convenções do género. Não sabemos quanto o filme inteiro custou. Mas neste caso o custo é irrelevante porque aquilo que o filme mostra é o amor dos seus criadores pelo género. E mais: o filme pode ser visto à borlix no site oficial da ERA DOS MORTOS. E como se o filme não fosse suficiente, o projecto deu origem a um conjunto de bandas desenhadas muito curtas que também podem ser encontradas gratuitamente no website.

2 – A MALETA (2010) de Rodrigo Brandão.

…E eles continuaram a fazer filmes. Esta curta-metragem de apenas 15 minutos está impecável e mostra evolução. Pode ser vista gratuitamente no youtube. De tanto amor pelo género, generosidade e talento, só se pode dizer isto: esperamos que estes produtores continuem a filmar.🙂

3 – A CAPITAL DOS MORTOS (2008) de Tiago Belotti.

Brasília é uma daquelas cidades que não deixam ninguém indiferente: ou amamos ou odiamos. Mas nunca nos passou pela cabeça que a cidade do “você sabe com quem está falando?” pudesse ser o cenário para um Zombie Apocalypse. Este vídeo é uma longa-metragem totalmente independente produzida com imensa coragem que pode ser encontrada à venda no website oficial A CAPITAL DOS MORTOS. O DVD é uma edição de dois discos (no less!) com uma quantidade de extras que faria inveja ao mensalão (risos). E tudo custa apenas R$20,00 (que em Euros são peanuts). Já ficámos a saber que a sequela está agendada para 2012 e que o orçamento será actualizado. Cá vai o trailer.

4 – PORTO DOS MORTOS (2008) de Davi de Oliveira Pinheiro.

É impossível não gostar de um filme onde o protagonista conduz um Ford Maverick que transborda estilo. Infelizmente não conseguimos encontrar este DVD em lado algum – logo não vimos o filme. No entanto, o esforço parece ter ficado muito interessante. O trailer e a sinopse indicam que o filme tem mais do que apenas zombies🙂 . O website oficial de PORTO DOS MORTOS infelizmente é minimal e não possui mais do que o trailer. E já agora: lemos que o “porto” do título tem a ver com a cidade de Porto Alegre, no sul do Brasil. E o título internacional do projecto é BEYOND THE GRAVE. Também queremos um Maverick!!!🙂

5 – MANGUE NEGRO (2008) de Rodrigo Aragão.

Se numa bela manhã o grande Glauber Rocha tivesse acordado com vontade de fazer um filme de zombies, o resultado muito provavelmente seria algo semelhante a… MANGUE NEGRO. Se o Peter Jackson fosse brasileiro, MANGUE NEGRO provavelmente seria o seu BRAINDEAD. Enough said? Esta obra produzida num lindo manguezal algures no estado do Espírito Santo possui uma “brasilidade” que não encontramos em muitas produções do cinema brasileiro actual. E o charme deste filme está no facto dele jamais se levar demasiado a sério – o que torna os efeitos especiais ainda mais divertidos de ver. A edição em DVD é excelente e merece ser comprada. Ficámos espantados ao ver como uma equipa tão pequena (e com tão poucos meios) conseguiu fazer tanto. É claro que os poucos meios implicam grandes limitações de produção. Mas é impossível não nos rendermos a pessoas com tamanha paixão pelo gore. O website oficial de MANGUE NEGRO possui ampla informação sobre o filme.

6 – ELES COMEM SUA CARNE (1996) e ZOMBIO (1999) de Peter Baiestorf.

The best is for the last… e para fechar esta pequena lista sugerimos ainda duas produções absolutamente originais. ELES COMEM SUA CARNE é descrito como “uma linda história sobre um grupo de canibais que se diverte comendo fiscais da prefeitura”. Mas o filme é mais do que isto: trata-se de uma orgia canibal non-stop com laivos de psicadelismo, dark, camp, Raul Seixas e John Waters. Parece impossível? Imperdível! Já ZOMBIO é um filme de zombies mais clássico – com um pequeno detalhe: trata-se de, como bem explica o realizador, uma homenagem ao mestre italiano Lucio Fulci. ZOMBIO é, aliás, considerado o primeiro filme de zombies brasileiro. Peter Baiestorf é um videomaker incontornável nas produções independentes brasileiras e a sua filmografia é enooooorme. É dele um dos nossos filmes favoritos: O MONSTRO LEGUME DO ESPAÇO (1995). Baiestorf parece ter duas grandes qualidades: uma cultura enciclopédica sobre cinema de terror (e não só!) e uma natural incapacidade para ficar parado. Hail to the king!🙂

Etiquetas: , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: